Curiosidades

A origem do nome Yorkshire terrier

 

Existem algumas histórias em desencontro, sobre a origem dos Yorkshires terrier, mas na maioria o que se conta é que a origem se deu na Inglaterra onde os plebeus (pessoas mais pobres) podiam ter cães de pequeno porte, pois naquela época indicava nobreza ter cães de grande porte, em sendo assim os plebeus tinham raças como Skye terrier, Dandie dinmont e Maltês.

 

Com a revolução industrial muitos escoceses foram para o Condado de Yorkshire ao norte da Inglaterra levando consigo seus cães de estimação da raça Black and Tan english terrier. Como trabalhavam o dia todo deixavam seus cães soltos na rua, e a partir dai começou a miscelânia de todas essas raças.

 

Nesta época também se usava esses pequenos de pelagem escura e patas caramelo para caçar ratos nas minas de carvão, onde a pelagem ajudava a não parecer tão sujo e as patinhas a encontra-los no escuro.

 

Esses cães tinham um porte bem mais robusto chegando a pesar cerca de 6kg. Na verdade, a aparência que conhecemos hoje começou a ser conquistada apenas no séc. XIX, orientando-se para a sua miniaturização.

 

Em meados do ano de 1861, os Yorkshires tiveram sua primeira exposição ainda como “variedade especial de outra raça”.

 

Em 1865, nasce Huddersfield Ben que foi considerado o exemplar fundador da raça, este cão foi detentor de vários prémios obtidos nos então apreciados concursos de ratos.

 A partir desta data foi se difundindo na América e por toda Inglaterra e ganhou o nome de Yorkshire (devido ao Condado de Yorkshire) e terrier (por serem caçadores na terra).

 

Depois disso a rainha Vitória se deparou com um Yorkshire e se encantou, (não tem como passar por esses pequenos e não se encantar) a partir dai as damas da alta sociedade começaram a ter o pequeno e encantador Yorkshire terrier como seus animais de estimação.

 

Nosso pequeno Yorkshire teve um passado de muitas misturas, sua carga genética vem de cerca de quatro diferentes raças e por isso oferece essa beleza ímpar de seus pelos longos acinzentados, suas patas caramelo seus olhos amendoados, orelhas em pé e temperamento dócil.

Não é a toa que o pequeno Yorkshire está no ranking dos mais procurados, eles venceram a genética, passaram pela revolução industrial, colocaram um fim no preconceito de que cães pequenos não podem ser nobres, são pequenos vencedores e merecem toda a atenção e cuidado de seus donos.

 

Esse foi só o começo para entendermos alguns porquês do nosso pequeno grande Yorkshire que encanta com sua beleza, esperteza, inteligência, carisma. Impossível não amar um Yorkshire terrier.